BRÍGIDA BALTAR – Abrigo, 1996

BRÍGIDA BALTAR – Abrigo, 1996
8 de novembro de 2017 zweiarts

Brígida Baltar é uma artista brasileira, cuja a obra é registrada normalmente em fotografias ou filmes, são ações da própria artista, no caso da obra Abrigo, acontece em seu atelier dentro da sua própria casa, onde o espectador só conhece as imagens geradas no momento da execução da obra.

A artista trabalha em sua obra Abrigo a ideia da casa como extensão do próprio corpo, esse trabalho consiste em uma ação em que a artista escava uma das paredes de sua casa para formar a sua silhueta, inserindo-se depois nesse casulo. Nessa obra é trabalhada a solidez do material, o tijolo como estrutura, um corpo forte que sustenta a parede e se torna parede, a estrutura familiar, a casa viva, que nasce e morre.

Brígida Baltar is a Brazilian artist, whose work is usually recorded in photographs or films and  are actions of the artist herself. In the case of  Abrigo(Shelter), the action happen in her studio, inside her own home, where the viewer only knows the generated images at the time of its execution.

The artist works in Abrigo (Shelter) the idea of her house as her own body’s extension, this work consists of an action in which the artist excavates his house’s wall from her own silhouette form, inserting herself later in that cocoon. In this work the artist wants to show us the material’s solidity, the brick as structure, a strong body that supports the wall and becomes a wall, the familiar structure, the living house, wich born and dies.